Em resposta ao que foi divulgado pelos veículos O Liberal e Jornal de Piracicaba sobre o pedido de mediação que os professores da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), por meio do Sinpro (Sindicato dos Professores) de Campinas e Região, protocolaram junto ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 15ª Região, na quarta-feira (13), o Instituto Educacional Piracicabano (IEP), entidade mantenedora da Unimep, vem a público esclarecer que tem buscado manter diálogo com todos os docentes e representantes da categoria e solucionar o mais rapidamente a situação.

A Direção-geral e a Reitoria da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP) encaminharam duas propostas de acerto ao sindicato.

Essas tentativas de negociação ocorreram em momentos diferentes, mas não foram aceitas pelas assembleias.

A direção-geral continua trabalhando para assinar um acordo que atenda aos interesses dos colaboradores e que seja viável financeiramente para a Instituição. Por isso, está realizando estudos e buscando alternativas de acerto que sejam factíveis.

A Instituição reforça que, prezando pela transparência, pelo respeito aos docentes, administrativos, alunos, ex-alunos e comunidade, além dos valores da confessionalidade Metodista, tem atuado de maneira diligente para solucionar o mais breve possível todas as pendências.